top of page
Buscar
  • Cyntia Yamauchi

Desfecho: Encerramento de um processo

Dizer adeus não é fácil, mas chega um momento em que é preciso...


Mas dizer adeus é também se desapegar do que já está perdido ou do que já não vale a pena, e entender que é hora de começar uma nova fase na vida.


Aceitar o fim e dizer adeus pode ser uma espécie de ritual de libertação. A tristeza de perder algo em que se acreditava pode ser grande. Mas o alívio de se ver livre de dúvidas e incertezas e saber exatamente qual é o ponto real da situação é fundamental para reequilibrar as emoções.



"...Aí, reencontramos como imagem o duplo processo de compreensão que marca o vigor do desfecho. Este é o momento em que podemos comemorar uma tristeza em silêncio. O silêncio e a obscuridade são, na imagem, o silêncio e a obscuridade da terra com as raízes penetrando lenta e profundamente. Este penetrar na obscuridade da terra, compreendemos em alguns momentos como sendo o concreto.

As expressões de nosso cotidiano “pôr o pé no chão”, “estar com os pés na terra”, significam esse enraizar-se de alguma forma. “No chão”, à primeira vista, estão todas as sujeiras, os detritos e coisas em decomposição. Mas, para as raízes, tudo isto significa a origem da vida. Na nossa vida também há ocasiões em que nos é pedido para mergulhar no solo, como as raízes na obscuridade, na presença do silêncio, na proximidade daquilo que pode se oferecer como o passado, o detrito, o que já morreu. O movimento de enterrar profundamente as raízes possibilita alcançar a seiva, o pulsar da vida, e o equilíbrio.

Ah! O equilíbrio que é uma coisa tão procurada por nós, pessoal e profissionalmente. É o equilíbrio que vai permitir que a grande copa da árvore não desestabilize o estreito tronco sobre o qual ela se apóia. Não fossem as raízes, nenhuma grande árvore permaneceria em pé. São as raízes que dão o equilíbrio.

Perceber este movimento, que faz com que todas as coisas passem mas não se nadifiquem ou desapareçam, nos permite juntá-las na forma de uma história presente em cada momento para cada um de nós.


Psicóloga Cyntia Regina de Oliveira Yamauchi

Crp: 06/131198

Referência: POMPÉIA, J.A. Desfecho: Encerramento do um processo. Palestra proferida na Faculdade de Psicologia da Universidade Católica de Santos, 1990.

bottom of page